quarta-feira, janeiro 06, 2010

Dois pesos e duas medidas

É compreensível a preocupação com a nova lei da blasfémia na Irlanda - uma espécie de retorno à idade média em nome do progressismo multiculturalista. Qualquer ser civilizado consegue ver o absurdo e o perigo da coisa. Não há por isso nada de novo a dizer sobre o assunto.

O que me pareceu interessante, porém, foi o protesto relativo a esta lei por gente que, há duas semanas, dizia com certeza e superioridade moral que uma «democracia liberal» tem de ter leis que punam o uso indevido da linguagem se esta atingir ou puser em causa a honra ou a reputação de outro mortal.

Há algo de incoerente entre as duas posições: ou se limita a liberdade de expressão unilateralmente ou se assume que o simples facto de exprimir uma opinião não agride nem limita a liberdade de outrem. O meio termo, além de incoerente, é simplesmente desonesto.