segunda-feira, março 22, 2010

Corporativismo Vintage













É triste a desinformação e a sabujice dos jornais perante a quase-socialização do mercado de saúde nos EUA. Sobretudo porque trata-se de um mal entendido: primeiro, o mercado da saúde nos EUA já era altamente cartelizado e regulado; e segundo, quem fica a ganhar a sério com este crime são as seguradoras, não é o povo - sobretudo o povo contribuinte. É uma redistribuição directa, quando antes era um favoritismo estatal. A única «silver-lining» é que o povo americano está farto do warfare-welfare state e que em breve não haverá maneira de financiá-lo.