quinta-feira, junho 10, 2010

Veteranos e Desertores; Militarismo e Queer Studies

O senhor presidente convida os veteranos do ultramar a juntarem-se à propaganda oficial e a direita desmaia de comoção. É bom de ver que o conservadorismo pátrio continua a suspirar como uma menina embevecida pelas «virtudes militares».*

Quem merece homenagem no dia do nosso triste país não são os autómatos que foram para África, são os desertores que se recusaram a ir, mas parece que até esses já se venderam ao poder público e se calhar até aceitavam ir matar seres humanos num continente distante só porque o governo os mandou fazê-lo.

* proposta de tese: militarismo e «queer studies» - uma reconciliação.