sábado, março 12, 2011

Fantasias socialistas da geração à rasca.

Ver a horrenda manifestação de hoje acaba com as ilusões que qualquer liberal gosta de ter sobre o país em que vive e sobre as novas gerações da gente que o povoa: estes meninos estão obviamente dominados pela visão de um mundo em que os bens não são escassos e em que todas as amenidades da vida são passíveis de distribuição, assim queira o Estado tirar dinheiro a alguns para lhes dar a eles. Os pais e os professores pintaram-lhes certamente um mundo de ilimitados direitos, e os meninos - coitados - acreditaram não só na justiça da redistribuição sistemática, mas - o que é mais estranho - na sua praticabilidade. Agora é tarde para abandonarem a fantasia por seu próprio pé e viver no mundo real. Infelizmente a realidade não é sensível às expectativas dos meninos e meninas e está prestes a bater-lhes à porta.

A mentalidade socialista está, pois, tão entranhada nas cabeças das pessoas da minha geração como estava nas da geração passada. Se isto não prenuncia nada de bom, pelo menos dá-nos uma ideia do que esperar no futuro próximo.

4 comentários:

Anónimo disse...

vá, não deprimas rui. a liberdade há de triunfar ;-)

Eduardo F. disse...

Subscrevo. É preciso encontrar o antídoto para combater o veneno socializante.

Anónimo disse...

meus amigos não estão a ver coisas pelo lado positivo. precisamos de mais socialismo! não é de menos! As pessoas ainda acreditam no socialismo. Isto tem que bater mesmo no fundo, para as pessoas perderem a fé. Adoraria que o partido comunista subisse ao poder. A médio prazo seria melhor.

avante camaradas!

Rui Botelho Rodrigues disse...

é bem provável que sim.

os comunistas deviam ter ganho logo em 74. pelos anos oitenta já o comunismo tinha tanta má fama como o salazarismo tem hoje. ou pior.

mas claro que só desejo governos comunistas aos meus piores inimigos.